"The Legend of Korra" ou A Lenda de Korra é a continuação da série-animada de sucesso da Nicklodeon, "Avatar: The Last Airbender".

Obs: Se você nunca assistiu A Lenda de Aang, sugiro não ler esse post. Veja a primeira série, vale MUITO a pena. - Tem no Netflix.

Quando mais nova, assisti todos os episódios e realmente adorava acompanhar a jornada do menino Aang, o último dominador de ar deste mundo fictício onde as pessoas podem dominar, através de "dobras", ar, água, fogo e terra. Aang é uma das encarnações do espírito do Avatar,  que exerce a função de manter o equilíbrio mundial, sendo o único a ter acesso aos 4 elementos. Sua missão nessa encarnação era impedir a guerra entre todas as nações, causada pelo desejo da Nação do Fogo de dominar todas as outras.

A Lenda de Korra se passa exatamente 70 anos depois do conflito entre nações, quando Aang e seus amigos lutaram e viajaram por todos os continentes para estabelecer a paz de volta ao mundo. Com a morte dele, o ciclo de reencarnação continuou e seu espírito renasceu como Korra, uma menina da Tribo da Água do Sul. Treinada desde pequena, Korra rapidamente torna-se uma jovem forte e destemida, mas também incrivelmente rebelde. Já dominando água, fogo e terra com extrema facilidade, ela encontra um bloqueio em dominar o elemento mais incompatível com sua personalidade: o ar. Para controla-lo ela deve receber orientações do único mestre do ar vivo, um dos filhos de Aang e Katara, Tenzin.

Mas Tenzin também têm suas obrigações como um dos governantes de Republic City, a maior cidade de todos os continentes, fundada por Aang para ser o centro de todas as resoluções. Mas sem seu fundador aos poucos a cidade se desgastou, se tornando o palco da criminalidade e pobreza, obrigando Tenzin a voltar para cumprir seu dever. Sem consentimento, Korra o segue para concluir seu treinamento e se surpreende ao perceber que mais que nunca, aquela cidade precisava da Avatar. Ao mesmo tempo uma conspiração assola a cidade: uma organização conhecida como "os Igualistas" clama contra a aparente desigualdade entre dobradores e não-dobradores e seu líder, Amon, releva ter uma habilidade incomum e perigosa; ele é capaz de tirar as dominações sob elementos de qualquer pessoa, até mesmo da Avatar.

Tenho que dizer que realmente foi maravilhoso descobrir que haveria uma continuação de Avatar. O primeiro, A Lenda de Aang, foi incrível e muito bem-desenvolvido, então da Lenda de Korra eu não poderia esperar menos.

Primeiro sobre a linha do tempo. Com o espaço de 70 anos pós o fim da guerra entre todas as nações, foi-se introduzido (e devidamente explicado na abertura, como na série anterior) as principais mudanças nesse mundo. Em a Lenda de Aang se via o início da utilização das máquinas de guerra, as chamadas steampunk (máquinas á vapor) e o desenvolvimento das grandes cidades. Já na época de Korra o uso dessas máquinas, antes raras, tornou-se cada vez mais comum. Na grande cidade de Republic City, carros e motos dominam as ruas da cidade e aviões os céus. Há grandes indústrias, grandes magnatas e novas tecnologias surgindo da noite para o dia. Foi-se a simplicidade do mundo de Aang; as nações agora vivem sob intensa revolução industrial. Como o mundo dos dominadores também é um grande paralelo ao mundo real, ficou bem natural essa mudança, também introduzida notavelmente na cultura, remontando os anos 40/50, mas sem perder os traços da antigas culturas orientais que sempre influenciaram a série.

E não só a tecnologia aumentou, mas as rivalidades também: se antes a rixa era entre dominadores de diferentes elementos, agora era entre dominadores e não-dominadores. Com os dominadores de todas as nações em paz, a tensão entre diferentes dominadores diminuiu. Da união destes, outra classe oprimida se apresentou e estes foram os não-dobradores, sentido-se injustiçados por não receberem os mesmos "privilégios" que os dobradores. Aproveitando-se dessa nova tensão, o líder desse movimento anti-dobradores, conhecido como Amon, tendo o rosto escondido por uma máscara. Mas que um protesto, o movimento dos Igualistas vira uma verdadeira força contra dobradores, contando com seu próprio exército e fieis seguidores.

Mesmo com todas as mudanças, as "raízes" da Lenda de Aang foram respeitadas. Em spin-offs sempre me preocupo se haverá conexões com a série-mãe e quando há sempre me sinto decepcionada; porque esquecer algo tão bom? Na Lenda de Korra o passado não foi só lembrado como dialoga o tempo todo com o presente, afinal, Korra é uma reencarnação de Aang, possuem o mesmo espírito. Talvez que seja por isso também que não doí tanto assim sua partida; a nova Avatar é sua continuação, além dos filhos de Aang. Falando nos filhos, fiquei muito contente ao ver a família dos antigos personagens. Alguns continuam vivos (já dá para matar a saudade), como Katara e Zuko, e seus descendentes aparecem o tempo todo, incluindo um dos filhos de Katara e Aang, Tenzin, o último mestre dominador de ar e seus filhos, futuros mestres, formando uma família muito carismática. Não só ele: ao longo da temporada há também a filha de Toph, Lin, a habilidosa chefe de segurança da cidade, que cria desde do início uma certa antipatia pelo Avatar e o neto de Zuko o general Iroh.

Além de tudo isso, ainda tem os momentos sempre emocionantes de quando o Avatar atual reencontra, pelo modo espiritual, os avatares anteriores, e principalmente o mais recente, ou seja, Aang (assim como Aang encontrava espiritualmente Roku, seu antecessor, constantemente). Orienta Korra com conselhos e visões do passado (flashbacks), quando necessário, para que ela possam desvendar os problemas do presente.  Funcionou perfeitamente, ajudando também a manter acesso o vínculo do espectador com os personagens antigos, além de dar uma boa visão da vida pós-série de Aang e seus amigos como adultos, aumentando também a curiosidade.
Focando na protagonista, Korra, assim como todos os avatares, tem uma personalidade única, mas sem perder a qualidade presente em todos: o altruísmo e a vontade de melhorar o mundo. Comparando-a com Aang, a diferença é grande, mas não total. Enquanto o Avatar anterior tinha como características o bom-humor constante, a mente aberta para novas ideias, a tranquilidade e uma imensa vontade de fugir um pouco das responsabilidades de Avatar para divertir-se (justifica-se já que ele era apenas uma criança na época), Korra é uma menina rebelde e extremamente ativa, dificilmente  aceitando ordens e ansiosa para exercer sua função como Avatar acima de qualquer coisa. A grande semelhança entre eles é o enorme carinho que ambos têm em tratar os outros e criar laços facilmente, uma boa característica a ser mantida.

E exatamente essa ansiedade que a faz tão incompatível com o elemento ar, o único que não conseguiu dominar por si só. Mais uma vez desencobreando as regras, segue Tenzin até Republic City e o convence a ficar para que o treinamento fosse concluído. Não conseguindo encaixar-se aos métodos usuais do seu mestre, Korra encontra motivação nas lutas de pró-dobra, uma espécie de esporte muito conhecido, em que dobradores duelam entre si numa arena. Assim que ela conhece seus novos amigos: os irmãos Mako e Bolin. Juntos eles formam um time, dispostos a ganhar o torneio, se envolvendo de diferentes formas com a Avatar, seu treinamento e os conflitos da cidade.
Ambos tem personalidades próprias deles, sem aquela enjoativa repetição de essências de séries relacionadas. Eles, e mais tarde também a namorada de Mako, Asami, formam a nova "equipe Avatar". Juntos, eles enfrentam a ameaça dos Igualistas e de seu misterioso líder, Amon.

A primeira temporada foi resumindo em palavras, simplesmente espetacular. Manteve os elementos da anterior; a ação, as relações, o punho político e as sacadas tradicionais de humor. No quesito de desenho, houve uma melhora nos efeitos, mas a qualidade do traçado e o estilo continua a mesma, positivamente. O enredo se desenvolveu igualmente bem, sem as terríveis pontas soltas. Pouquíssimas coisas me incomodaram, para não dizer só uma, que foi a rapidez na criação de um par romântico, talvez para capturar a atenção do espectador logo ou justificando-se em que Korra está numa fase adolescente, em que isso é muito comum.Se for no segundo caso, acho totalmente razoável e no primeiro não é tão ruim; técnicas para prender o espectador não são nenhuma vergonha, só é preciso cuidado para não se exagerar.
Acredito que assim como a Lenda de Aang a série só tende a melhorar conforme as temporadas seguintes.

Com imensa saudade e nostalgia, relembramos os "velhos amigos"...
E damos boas-vindas aos novos....

Obs: RELEMBRANDO, se você nunca viu a Lenda de Aang e viu esse post até o final, apesar do meu aviso lá em cima (que feio, hein?), eu COM TODA CERTEZA te recomendo ver a Lenda de Aang antes da de Korra; vai ser uma experiência completa.

Então, o que achou? Já assistiu uma das duas séries?  O que achou? 
Comente e diga sua opinião!




6 Comentários

  1. Oi, Manu! Ah eu conhecia essa série, só por falar! Meu irmão assiste e vive comentando ! E eu li, mesmo com seu aviso (vida loca, eu) ! hahahaha ' Acho que vou assistir sim! Parece bem legal!
    Bjos
    http://mundoemcartas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito legal mesmo, e o aviso ainda vale: assistir a primeira Lenda vale realmente MUITO A PENA. Pular uma seria um desperdício de uma história tão boa.

      Excluir
  2. Oi, tudo bom?
    Já conhecia a serie só que agora eu estou com vontade de assistir!

    ResponderExcluir
  3. Fantásticas as duas séries. Me diverti muito.

    ResponderExcluir
  4. Ainda não assisti, infelizmente. Espero ter a oportunidade de acompanhar em breve. Parece ser ótimo.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de setembro

    ResponderExcluir
  5. Já assisti as três temporadas de a lenda de Korra. Amei, apesar de alguns pontos fracos, como mudar o vilão todas as temporadas aeuaheuhae.
    Minha irmã acha que Korra é só pra nerd ou pra quem realmente é fã de avatar, já que meio que 'flopou'
    Enfim, amei seu post, muito bem explicado sobre a primeira temporada :3
    Brilliant Diamond | Fan Page

    ResponderExcluir